Mundo: nuvens de gafanhotos atacam mais de 100 fazendas na África do Sul

Foto/ Reprodução

Fazendeiros na África do Sul estão preocupados com uma série de nuvens de gafanhotos que vêm invadindo plantações em várias partes no país. Segundo a Reuters, mais de 100 propriedades rurais foram invadidas pelos insetos, que destruíram milhares de plantações.

Imagens divulgadas pela emissora SABC mostram milhões de gafanhotos voando pelos campos e se alimentando de grama e de cereais. 

Ainda de acordo com a Reuters, fazendeiros tentam conter os enxames usando o método da fumigação — que consiste no uso de uma fumaça com inseticida para matar os insetos ainda em estágios iniciais, antes que fiquem grandes o suficiente para conseguir voar.

Os gafanhotos são nativos da região semi-árida do Karoo, que inclui as províncias do Norte, do Leste e de Free State.

De acordo com a emissora britânica BBC, trata-se do maior surto de gafanhotos na África do Sul em mais de uma década.

Na América do Sul

O ano também registrou nuvens de gafanhotos no continente sul-americano, principalmente na Argentina, onde causou estragos ao longo do segundo semestre de 2020.

Esse fenômeno levantou preocupações também no Brasil. Em julho, uma das nuvens na Argentina se aproximou da fronteira com o Rio Grande do Sul e fez autoridades agropecuárias ligarem um alerta sobre possíveis danos a plantações.

Mais recentemente, entre novembro dezembro, outro enxame — de uma espécie que especialistas avaliam causar menor dano — também se aproximou do Rio Grande do Sul.

Fonte: G1

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.


*